História do Missionário Joel Carlson

Missionário Joel Carlson

(A Chegada do Missionário Joel Carlson)

 

Sem dúvida alguma, estava no plano de Deus a formação e crescimento da Assembléia de Deus no Estado de Pernambuco, para que os pernambucanos fossem alcançados, intensamente, pelo evangelho de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, que é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê (Rm 1. 16). Para esse fim, Deus chamou e preparou um homem em Estocolmo, capital da Suécia, por nome Joel Frans Adolph Carlson, e o reservou para, não muito depois, dá - lo a este estado a Pernambuco como missionário, havendo chegado a este Estado no dia 20 de outubro de 1918, depois que esteve em Belém do Pará, por algum tempo, aprendendo a língua portuguesa.
Antes de sua chamada para missão Joel era membro da Igreja Batista e servia as Forças Armadas de seu País. Havia, então,na igreja Evangélica Filadélfia em Estocolmo, uma jovem simpática, zelosa, de testemunho irrepreensível e esmerada formação, que trabalhava como enfermeira em um hospital especializado em tratamento de urgência a acidentados. Essa jovem, que se chamava Signe Hedlund, também estava no plano de Deus para missão em Pernambuco; isso se pode afirmar. Certo dia, Joel sofreu um grave acidente em uma operação de que participava como militar, e foi conduzido ao hospital em que trabalhava Signe, em busca de socorro. Lá entrando, vinha Signe em sua direção e, olhando para ele, recebeu um coincidente olhar que denotava algo aprazível, porém indecifrável naquele momento em que um profissional de saúde se dispunha a assistir uma vitima de acidente. Desde então, um tipo de sentimento afetivo começou a aproximar os dois, atinando o que fora indecifrável e levando – os, à permanente união pelos laços matrimoniais, no ano de 1917.
A igreja em Estocolmo experimentava, naqueles dias, um grande avivamento espiritual, quando os missionários Gunnar Vingren e Daniel Berg, que também eram suecos, já se encontrava em Belém do Pará, Brasil, pregando o evangelho e ensinando que o batismo com Espírito Santo e os dons espirituais são a causa do revestimento de poder destinado a tantos quantos nosso Senhor chamar. O pastor daquela igreja era o Rev. Lewi Pethrus, homem cuja visão missionária ocupava privilegiado espaço em seu profícuo ministério.

 

Em 1917, não obstante Joel Carlson e Signe Carlson serem recém-casados, o Pr. Lewi sentiu que deveria consagrá-los e enviá-los para o Brasil, como missionários, e tomou essa decisão em outubro do mesmo ano. Havendo viajado, o casal passou pelos Estados Unidos, onde ficaram durante dois meses, aproximadamente, e, tendo retomado o destino, desembarcou em Belém do Pará, em janeiro de 1918, onde permaneceram cerca de oito meses dedicando-se especialmente ao aprendizado da língua portuguesa, após esse período seguiram para Recife, capital de Pernambuco.

 

 

Em Recife, contrastando o conforto que usufruía em sua terra, o ilustre casal passou a residir em uma casa tipo barracão no bairro dos Coelhos junto ao manguezal do rio Capibaribe, área em que era constante a presença de insetos e roedores. Quando foi alugada uma pequena casa de dois pavimentos, cita na Rua Imperial, nº 812, bairro de São José na Boa Vista no primeiro andar do prédio que fora usado
anteriormente como depósito de sal. Esse fato a muitos pregadores servia de motivo à evocação da mensagem do Sermão no monte proferido pelo Senhor no eloqüente tema “Voz sois o sal da terra”. Ali mesmo os missionários fizeram sua residência, em dependências anexas no primeiro andar. Alí nasceram seus quatro filhos Borje Joel Carlson - falecido aos três meses de vida, Ruth Signe Carlson, Hagnar Carlson e Elza Carlson, os três últimos cresceram acompanhados pelos seus pais, pelos caminhos de lutas e vitórias contemplando a glória de Deus reservada à Igreja que tiveram o santo privilégio de iniciar.

 

 

 

 

 

 

 

No dia 24 de outubro de 1918, reunidos os irmãos: Joel Carlson, Signe Carlosn, João Ribeiro e esposa Felipa Ribeiro, Josefa Silva e Luiza celebram oficialmente o primeiro culto pentecostal, na Rua Velha, n 27, no bairro da Boa Vista, na residência do irmão João Ribeiro. E para glória de Deus continuou o trabalho humilde da pregação do Evangelho em maneira genuína, porém, tão modesta que para muitas pessoas nada representava, e era recebido com indiferentismo. Entretanto Jesus estava com seus servos. E como prova visível Ele batizou a irmã Felipa Ribeiro com o Espírito Santo. Consagrava-se, desse modo, a primeira pessoa que recebera a benção do pentecostes no estado pernambucano.

Até o fim de 1918, os cultos continuavam tendo lugar na residência do irmão João Ribeiro; poucas eram as pessoas que demonstravam interesse pela mensagem embora houvesse no missionário bastante ânimo e intensa inspiração. Além disso, os meios de que disponha aquele apóstolo do Senhor não eram suficientes para que erguido fosse um suntuoso templo, ao gosto dos ouvintes alheios á essências da poderosa mensagem da Salvação.
Oprimido pelas dificuldades o missionário chegou a pensar em deixar Pernambuco, todavia João Ribeiro o dissuadiu desse intento e ele prosseguiu em sua caminhada, sem arrefecimento do esforço apostólico; vendo que os poucos crentes reunidos na casa do irmão João Ribeiro não eram desprovidos da confiança e do fervor gerados pela operação do Espírito de Deus em suas consagradas vidas. Mas munidos da certeza de que o Senhor haveria de abrir outras portas, através das quais o avanço da evangelização se pudesse ver como respostas às constantes orações.

 

 

 

 

Joel Frans Adolf Carlson nasceu no dia 23 de Junho de 1889 em Estocolmo, na Suécia, filho de John Albert Carlson e Emma Lovisa Carlson Fez seus estudos bíblicos na Escola Bíblica de Estocolmo, dirigindo-se, em 1917, para Nova York, onde se iniciou na prática evangélica, exercendo também a sua atividade depois em Chicago. Era casado com Signe Charlotta Hedlund Carlson e teve 4 filhos: Börje, Ruth, Ragnar e Elsa Carlson.

No dia 12 de Janeiro de 1918 chegava Joel Carlson ao Brasil, instalando-se em Belém do Pará onde familiarizou-se com a Língua Portuguesa e fez os primeiros trabalhos evangelísticos.

No dia 20 de Outubro de 1918 chegava ao Recife, realizando o primeiro culto no dia 24, no bairro de Coelhos, onde fez as primeiras pregações para cinco crentes, número que logo se desdobrou consideravelmente. Dali passou para o bairro de Afogados, onde fundou, na rua Imperial, um templo no qual entre outros trabalhos, realizou uma grande convenção.

Em 1923, Carlson iniciou a pregação do Evangelho no bairro da Encruzilhada, onde inaugurou em 15 de Abril de 1928 o grande templo pentecostal naquela localidade. Essa igreja era considerada a maior da época no Brasil.

Ora trabalhava em Recife, ora se transportava para os Estados da Paraíba e Rio Grande do Norte, onde realizou importantes trabalhos, quer nas capitais, quer no interior. Abriu trabalhos nas cidades de Escada, Palmares, Ribeirão, Serinhaém, Garanhuns e outras localidades pernambucanas.
Joel Carlson adormeceu no Senhor depois de uma vida exemplar, na manhã do dia 8 de Setembro de 1942, tendo a família pentecostal prestado ao seu querido pastor uma verdadeira honra, por ocasião do seu enterro, no cemitério de Santo Amaro.
Hoje, a igreja por ele iniciada é presidida pelo pastor Ailton José Alves, líder da AD e presidente da Convenção da AD em Pernambuco.
A Assembléia de Deus em Pernambuco agradece ao Senhor pela vida do missionário Joel Carlson e sua família, e por seu trabalho realizado nesse Estado, onde podemos ver o resultado com milhares de
membros, centenas de templos e um avivado corpo ministerial espalhado pelas terras pernambucanas, composto por auxiliares, diáconos, presbíteros, evangelistas e pastores consagrados ao Senhor e dispostos a continuar o trabalho iniciado pelo nobre sueco, o irmão Joel.

 

Algumas fotos 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Irmã Judite Alves e Ruth Carlson

 

 

 

 

Primeiros Obreiros.

Jovens Valentes

Av. Conde Pereira Carneiro, Jaboatão dos Guararapes Pe. Brasil jovensvalentesoficial@gmail.com