Cântico triste de uma mãe

Meu coração está triste
Um não sei o que me atinge
Queria não precisar contender
Mas não posso conviver
Com as deficiências
Que precisas remover
Do teu ser

É difícil entender
Mas não posso conceber
Distorções a mover o viver
De quem quero ver crescer..

Porque te amo
Te corrijo
Porque te amo
Te critico
Porque te amo
Te limito
Pois quero ver-te
Livre do mal
E apto para alcançar


Uma vida tal
Que não podes recusar...

Não posso me calar
Silenciar diante do erro
Que te prendes sem notar
Preciso denunciar
Para que te cures
E possas alcançar
Um futuro de paz

Amor meu
Ainda que não possas compreender
Confie quero ajudar você !
Se limpe dos desacertos teus
Quero auxiliar
Mas pelo amor de Deus
Não confunda amor
Com aprisionamento
Pois cuidar do que Deus deu
Também é amparar-te e direcionar-te
Nos feitos teus...

Não posso deixar-te filho meu...
Arruinar-se por seguir
Teus pensamentos tão pueris
E acriançados...

És infantil quando rejeitas as direções
Que te dou
És ignóbil quando lutas contra o que te dou
Filho meu, já sofri muito
Posso mostrar-te como seguir
Sem destruir os sonhos teus...
Mas por favor não insistas em prosseguir
Sem os preceitos meus
Pois só assim te levarei
A um lar de amor

Filho meu ouça-me por favor
O mundo é mal
E nem tudo o que te atrai
É racional 

A inconseqüência é desleal
Pois te conduz a um caminho fatal
De torpeza e dor
Filho meu desperta
E livra-te agora!
Pois este veneno da rebelião
E ódio é letal.

Filho amado, 
Aceita a correção...